26 de Novembro de 2014

Fraldinha do Afonso

Com a apresentação aqui no blog da fraldinha da Íris, surgiu uma encomenda com um elogio muito especial que me encheu de orgulho!
"Sou uma visitante habitual do seu blog e antes de mais permita-me felicitá-la, não só pelo seu bom gosto, mas também pela ternura, simplicidade e carinho que nos transmite. 
Deve ser mesmo uma pessoa muito especial :)"
Que feliz que fiquei! Que bom sentir que passo através de um ecrã, 
a ternura, simplicidade e carinho 
com que faço os meus trabalhos!

Um grande obrigada e um grande beijinho à Elisabete G.
Neuza

15 de Novembro de 2014

Festa de aniversário A quinta :: Farm Birthday party

Pela primeira vez escrevo um post como se fosse escrito pela filhota:

 A minha mamã docinho adora animais. 
Já me pegou o gosto pois eu adoro as nossas cadelas, galinhas, patos... 
Gosto muito de esperar pelo nascimento dos pintainhos... 
Temos muitas rolas e pombinhos que habitam livremente nos nossos pinheiros.
Sou a grande companheira da mamã nas lides do galinheiro!
 Ela diz que quando tiver mais tempo, vamos ter carneirinhos, cabrinhas, um burro e mais coelhinhos.
Mal posso esperar!
Se ela estava indecisa entre o tema da Princesa Sofia e o tema da minha quinta, facilmente se decidiu com a ajuda da sua amiga Susana Gonçalves que gentilmente enviou em correio azul os animais da sua colecção para decorar o meu bolinho.

 Estou sempre e ouvir o meu pai dizer: 
"Velú, ganha juízo, compra um bolo, porque não vais ter tempo para tanta coisa". 
Mas a mamã é muito teimosa e diz: 
"Bolo para a nossa filha, será sempre feito por mim!"
  E assim foi, mais um ano!
Nós as três, eu a mamã e a nossa amiga "Sandinha", à volta da ilha, na cozinha da mamã, moldámos as pastas coloridas que parecem plasticina e num instante deixámos o bolo pronto. 
Desta vez a mamã foi menos exigente que no ano passado, pois havia ainda muita coisa para preparar.
Mas não é só de animais que vive a minha quintinha...
Temos um pequeno tractor que eu adoro conduzir com a ajuda do papá e o olhar atento da mamã.
Tenho também uma hortinha. 
A mamã já me passou o gosto por mexer na terra, plantar, semear, regar e colher!
 E visto que a mamã este ano esteve fora e voltou muito em cima do meu aniversário, teve pouco tempo para se dedicar aos doces, coisa que ela adora e eu também!
 Mas foi num instante que se encheram duas mesas de bolos e docinhos graças aos avós "Didi" e "Vává", e às grandes amigas da mamã "Sandinha", "Maía Emília", "Tânia dos bolos", "Dulce"...
A "ti'Átia" comprou relva que o "tio Buno" trouxe mesmo a horas para decorar a minha mesa.  
A minha mamã pegou na relva e numa tesoura e entregou à mamã da Vitoía para recortar ao seu gosto.
A mãe teve ainda muita ajuda do pai, da "vó Mimi", da "pima Maína", e da amiga "Lúcia" para preparar as sopas, sandes, entradas, saladas, salada de fruta e outras coisinhas.
Todos os outros amigos que não disse o nome ajudaram muito também, e principalmente ajudaram a animar a minha festa com sorrisos alegres e conversas divertidas!
A tia "Cataina" ajudou muito a mamã quando surgiu um imprevisto, mas ninguém reparou, nem eu própria sei de que se trata.
Tivemos música ao vivo a cargo dos meus músicos preferidos: vó Quim, Vitor-zé, Gunxalo e Nuno.
A mamã, a "Ana Júia", a madrinha e a mana da "Vitoía" fizeram pinturas nas nossas caras.
Brinquei muito com os meus amigos e recebi muitas prendas!
A família esteve toda presente e tive comigo os meus dois primos! Gosto muuuiiito deles!
 Cantámos os Parabéns ao som da música e o padrinho foi o fotografo de serviço.
A mamã não conseguiu fazer os chapelinhos para todas as crianças. Então entregou cartolinas e animais à "Sandinha" e assim ficámos com chapéus para todos os meninos e alguns crescidos.
A "Sandinha" é sempre a salvação da mamã porque é muito habilidosa e é a amiga que vive mais perto.
E no final da festa , para além das ajudantes que lavaram a louça, e a limparam, 
enquanto a mamã arrumava tudo, a "Margaída" varreu o salão todo e ainda lavou o chão.
Esta é mais uma boa lição que os meus pais me dão:
existem amigos verdadeiros nesta vida que nos ajudam muito!
Graças aos meus pais, à família e aos amigos tive uma festa muito fixe!
A mamã partilha contigo o molde dos chapelinhos:

E para recordar, coisa que a mamã gosta muito, a festa dos meus 2 aninhos aqui:
.

13 de Novembro de 2014

Docinho...

Na escola da filhota, houve um mercadinho de São Martinho.
Cabia aos pais dos meninos fazer e levar compotas, broas, bolinhos ou outros artigos para vender e angariar dinheiro para os materiais necessários para os trabalhinhos.

Nós fizemos doce de abóbora com nozes...
E a filhota deu-me uma grande ajuda cheia de entusiasmo.
Eu parti as nozes e ela retirou o interior, um verdadeiro trabalho de equipa com uma menina de 3 anos.


Claro, mas o doce arrefeceu, ela foi a primeira a provar o doce e disse "está uma maravilha!"

E no caminho para a escola já com os frascos do doce, chamei-lhe:
"C. Docinho" e em troca recebi um tão bom "Mamã Docinho"

Agora enquantro nos lembrar-mos tratamo-nos assim 
:)  :)  :)

10 de Novembro de 2014

Limpezas e pipocas

Sabe muito bem estar a cuidar e limpar a casa ao sabor de pipocas quentinhas com mel, quando lá fora está um dia cinzento e chuvoso...
Eu e a minha casa já merecíamos este dia só nosso para ficar tudo impecàvel :)

Sim, ainda estou viva :)

O ritmo nas ultimas 3 ou 4 semanas tem sido alucinante...
Houve dias mesmo muito difíceis física e psicologicamente. Outros muito bons mas extremamente cansativos. Abrandar só talvez em Dezembro. Mas ainda bem que existiram estes dias duros e um pouco inesperados! Pois é graças a eles que me orgulho mais de mim, que descubro mais sobre mim e concluo:
Tanto nos momentos difíceis como nos mais fáceis, estando perto ou longe, não me pode faltar o sorriso mesmo que desgastada, a confiança e segurança mesmo que as mãos tremam e por vezes seja difícil acreditar. A comunicação com as outras pessoas seja no meu ou noutro idioma fácil ou difícil. A força e teimosia para lutar pelo que acredito... A clareza de ver coisas boas em todo o lado, mesmo no meio de situações complicadas, e aproveitá-las ao máximo. A força para não virar as costas, fazer o que me parece o mais correto em vez de fazer o mais fácil. A noção que se estou ali é para ser útil, dar o meu melhor. O sentido de humor e o esforço para ser em qualquer momento uma boa companhia...
E principalmente o facto de felizmente encontrar sempre algo que me interesse e me ajude a relaxar, mesmo que por poucos minutos, e aqui é a vantagem de ligar a coisas simples da vida como apanhar folhas secas no chão... Ou seja, sinto-me cansadita, mas feliz e com a noção que sou mais forte do que às vezes imagino!

4 de Novembro de 2014

3 aniversário e um bolo especial

A filhota completou 3 anos no dia 31 de Outubro.
E pela primeira vez comemorou o aniversário na escola, com os colegas da sua sala e das restantes, já que é uma menina sociável e quando vão a dar por ela, anda a visitar as outras salas.
 Como há uma criança que é alérgica à proteína da vaca, eu não quis correr riscos nem quis que alguém ficasse de fora da fatia de bolinho!
Pedi receita à mãe da criança e saiu um bolo caseiro bem gostoso.
Não usei qualquer gordura para forrar a forma, apenas papel vegetal!
 E a receita é:
500 gr de farinha;
500 gr de açúcar;
5 ovos;
2 dl de café (usei fraco);
Raspa de um limão (abusei porque adoro)
Canela a gosto.

Usei uma pintinhas coloridas que com cuidado verifiquei os ingredientes.
Um bolo tão simples que fez as delícias das crianças e da educadora!
Foi uma animação, muita criança a cantar e bater palmas, que a minha pequenina ficou emocionada :)
A tal criança, que pode comer o bolinho, claro, ficou feliz!
E o meu coração cheio :)

Caso para dizer: é na SIMPLICIDADE que está a FELICIDADE!

Beijinhos,
Neuza