12 de Setembro de 2014

Cheiros inexplicáveis, cheira-me a Outono

No passado domingo, depois de um fim de semana fora, chegámos a casa...
A terra estava molhada, fazia-se sentir um calor agradável...
Havia cheiros maravilhosos, não aquele típico cheiro a terra molhada, 
mas um cheiro especial a cada canto...
Debaixo dos pinheiros, na zona das lavandas...

Encontrei este pinhão a dar origem a um pinheiro... Achei lindo! Fiquei feliz!
Expliquei à filhota como nascem os pinheiros.

Impressionante como uma casca dura, difícil de quebrar para comer um pinhão, 
se abre assim naturalmente para dar vida!

Senti uma melancolia boa... difícil de explicar...
Decidi ficar na rua com a filhota até ao pôr do sol.
Plantámos bolbos, apanhámos lavandas, visitamos o nosso pomar...




Juntas vimos quais as framboesas que secaram, para voltar a plantar... 
Lindo ver a minha menina a explicar-me quais as framboesas que estão a rebentar cheias de folhinhas...

Lembrou-se disto e chamou pelo gato...

E terminámos o dia deitadas na nossa rede de balouço, 
debaixo dos pinheiros a apreciar os últimos raios de sol...
Debaixo da rede, junto aos pés dos pinheiros cresce musgo que parece veludo verde...
O cheiro maravilhoso paira no ar...

Parece que tudo se está a preparar para o Outono devagarinho, a trazer mudanças tão boas.


No interior de casa as surpresas não acabaram...
Fui surpreendida com estes bolbos plantados em 2012, que em 2013 não deram sinais de vida e agora estão a crescer, lindos.

Mas cheira-me que este Outono vai ser especial!

E ele cá estará dia 23 de Setembro pelas 02:29h.

Beijinhos 

2 de Setembro de 2014

Estamos a pintar a carroça

Olà amiga (o).
Há 2 anos trouxemos uma carroça antiga de família para o nosso jardim... a chuva e o sol, aliados ao caruncho foram estragando as madeiras... e não podia esperar mais. 
Escolhemos cores conforme as originais. 
Com a ajuda da makita é muito mais fácil que escovar à mão!
Lixei as madeiras com escovas de aço para soltar os restos de tinta. 
E dei início às pinturas como sempre, com a ajuda da filhota.
Para os ferros, aproveitei um tinta que já tinha para aplicar sobre ferrugem de cor castanho carruagem. 
Já conto com umas boas horas de trabalho, falta terminar as rodas e ainda vai levar uma 2ª demão.
Depois levará flores, azuis e alecrins de cair, e estará pronta para decorar o nosso jardim.

Vou aproveitar todos os bocadinhos dos dias solarengos para continuar com pinturas de decorações exteriores e estou lançada nas pinturas do galinheiro à Americana. 
Vamos ver o que ficará para o ano, pois as férias terminaram e o tempo já é pouco!

Beijinho,
Neuza

28 de Agosto de 2014

Coração de hera

Quando vou no carro reparo muito nas flores, trepadeiras, jardins... Jà é habitual parar o carto, sair e ouvir: " Ú vais mamã?"
Desta vez foi para apanhar umas guias de hera... e ela, filhota linda, està sempre presente enquanto ponho as minhas ideias em pràtica para perceber qual a utilidade das coisas que a mamã apanha... E parece que gosta  :)

27 de Agosto de 2014

Vaso quebrado :: vaso decorado

A filhota jà se explica muito bem, mas adorava mesmo que ela me explicasse a cara que eu fiz quando vi este vaso partido na nossa arrecadação... Parece que estava ali um tesouro... Lembrei-me de umas imagens que a minha amiga Anabela Faria me enviou e não hesitei. E não menos entusiasmada, na sua plena inocência, là seguia ela com o se mini baldinho de terra para ajudar a mamã. Deixa-me é aproveitar esta maravilhosa companhia antes que chegue à idade de dizer " mãe, estàs maluca? Isso é um vaso partido!" :)  :) 

Visto que tem apenas suculentas, é de muito fàcil manutenção, umas borrifadelas de àgua de vez em quando é o que basta para estar sempre bonito!

Querida amiga Anabela, este vasinho é dedicado  ti :)